Como você escolhe o seu chocolate? Pela qualidade? Se a marca é sustentável conta? Essa marca te oferece saúde e sabor? A cada dia mais, se torna essencial refletirmos sobre essas perguntas. Cada uma de nossas escolhas pode afetar milhares de pessoas.

No caso do chocolate Dengo, há uma rede de centenas de produtores e produtoras de cacau impactados positivamente a cada barra que adquirimos, a cada pepita que degustamos.

Para você escolher de forma consciente e fazer parte dessa corrente do bem do chocolate, reunimos algumas dicas abaixo:

1 – Escolha alimentos produzidos em sistemas que respeitam a natureza

A cabruca é um sistema agroflorestal no qual os pés de cacau crescem à sombra da vegetação da Mata Atlântica, um dos biomas brasileiros mais ricos em biodiversidade, hoje ameaçado de extinção. Nesse sistema, a floresta é preservada e o fruto se beneficia do regime de luz e nutrientes, que proporcionam complexidade de sabores e saúde. Não à toa, 100% do cacau da Dengo vem de cacaueiros cultivados em sistema de cabruca.

2 – Prefira a os que são produzidos com aproveitamento total, sem desperdício.

O chocolate é produzido a partir das amêndoas do cacau. E o restante da fruta? É desperdiçado? Nada disso. Em nossa produção, o cacau é 100% aproveitado. Além das amêndoas, que vão compor o chocolate Dengo, a polpa também é aproveitada: vira mel de cacau (semelhante a um suco), frozen de cacauí e até geleia de cacau com pimenta, alguns deles servidos inclusive nos quitutes e pratos da Fábrica de Dengo. Até a casca é usada para a adubação do solo, contribuindo para a produção de potássio e enriquecimento da terra.
3 – Escolha empresas que remuneram seus fornecedores de forma justa.
Com remuneração justa, quem produz fica mais feliz e entende o valor da qualidade e da proteção ao meio ambiente.

Quando lembramos da primeira compra de cacau da Dengo, dá uma saudade, faz um carinho no coração. Porque orgulha saber que desde lá, do comecinho, a gente trabalha para valorizar e incentivar a cadeia dos produtores e produtoras de cacau.

Para isso, eles precisam ser bem remunerados e valorizados. Então, todo ano, a Dengo paga um prêmio aos produtores e produtoras a cada compra, valorizando a dedicação e o esforço em produzir um cacau de maior qualidade e mais sustentável. Em 2020, o prêmio foi em média 85% a mais em relação ao valor de mercado. Um resultado e tanto para um ano desafiador.

Quem compra o chocolate Dengo tem a tranquilidade de saber que toda a jornada desse produto, desde a semente até chegar à sua casa, é sustentável e deliciosa. Esse é o jeito Dengo de cultivar essas relações: com confiança e respeito.
4 – Escolha produtos de empresas que cultivam uma relação de respeito e promovem troca de conhecimento com produtores de cacau

Viver do cultivo não é uma tarefa fácil. Por isso, é essencial haver suporte técnico para cacauicultores e cacauicultoras. O apoio de profissionais qualificados que compartilham conhecimentos, respeitando os saberes do campo, pode contribuir muito para o aprimoramento do cultivo e para a melhora de qualidade do cacau.

A Dengo promove periodicamente treinamentos sobre produção de cacau de qualidade, informações técnicas, produção orgânica, entre outros temas, instruindo os produtores para que consigam obter um cacau de alta qualidade e lucrar mais.
5 – Prefira, sempre que possível, alimentos orgânicos.
Esse tipo de manejo do cacau, sem a adição de insumos químicos, contribui para a preservação da biodiversidade da floresta, para a vitalidade do solo e para a saúde de quem está ali, dia a dia, na roça, cuidando da produção.

A Dengo valoriza os produtores e as produtoras que se empenham em cultivar cacau orgânico, recomendando a busca dessa certificação e pagando um valor 30% maior por esse produto.


português (Brasil)