Negócios que usam seu potencial

para resolver problemas socioambientais,

é isso que as B Corps fazem.

 

O Sistema B propõe um novo modelo organizacional e encoraja negócios a usarem seu potencial para resolver problemas socioambientais – através do equilíbrio entre propósito e lucro, as empresas caminham em direção a serem não só as melhores do mundo, mas melhores para o mundo também. E, para isso, consideram o impacto que suas decisões têm em seus colaboradores, fornecedores, clientes e meio ambiente.

Então chegue cá, vem entender um pouco mais sobre como o Sistema B mudou a forma dos negócios serem negócios:

 

Selo B: propósito e compromisso

 

Antes de mais nada, fundamental é compreender que ser uma Empresa B por si só não é o mais importante – o valor em ser uma está no processo evolutivo e permanente de melhoria, no qual você desperta o seu negócio para atuar com planejamento estratégico e comprometimento com as pessoas, a sociedade e o ecossistema no entorno.

Entendido isso, o selo B é atribuído a negócios certificados que atendem aos mais altos padrões de desempenho social e ambiental e a critérios de transparência e de responsabilidade legal em equilibrar lucro e propósito. E para obter tal certificação, é feita uma avaliação de Impacto, na qual cinco critérios são analisados dentro da corporação: (1) Governança; (2) Trabalhadores; (3) Clientes; (4) Comunidade e; (5) Meio Ambiente.

Para nosso CEO, Estevan Sartorelli, o próprio processo de certificação é esclarecedor, pois ajuda a empresa a ter um olhar ampliado e autocrítica em relação as suas práticas e políticas empresariais.

“Se tivermos um compromisso honesto e genuíno, isso permite um planejamento estratégico voltado para as oportunidades de evolução do negócio”, tendo sempre em mente que a evolução aqui não é apenas crescer economicamente, como também atuar para o desenvolvimento de uma economia mais inclusiva, equitativa e regenerativa.

 

O futuro se faz no presente

 

Aqueles, tanto empresas quanto pessoas, que exercem o papel de agente de transformação socioambiental o fazem por já terem entendido que o movimento por um futuro melhor acontece agora nas ações no presente. Disso, cria-se um vórtex do bem: as empresas privadas se comprometem com boas práticas de mercado e as pessoas passam a fazer escolhas de consumo melhores.

O Sistema B, como parte dessa mudança, impulsiona que cada vez mais corporações tenham mesmo objetivo: fortalecer uma comunidade de empresas e líderes globais que trabalham colaborativamente para a geração de impacto positivo. Aqui, fazer negócio a qualquer custo e sem pensar nas consequências geradas não existe.

 

Despertar para as causas

 

Um convite para conviver com a concepção de que produção econômica funciona a partir da natureza e não mais à parte dela e levar em conta que ela é o próprio centro de criação de valor da nossa sociedade. Quando essa mudança de mentalidade acontecer num todo, conduziremos nossa sociedade com soluções inovadoras construindo no presente um futuro mais coerente.

 

Até a próxima.

Gostou no nosso conteúdo? Nos siga em @dengochocolates e acompanhe nosso sabor de um mundo melhor.

português (Brasil)