CACAU ALÉM DO CHOCOLATE

Dengo was created to offer delicious, healthy and sustainable chocolate. Since day one we’ve been dedicated to building a fairer supply chain.

The point is that none of our efforts can succeed if we ignore the protagonists: the farmers.

So we talked to each and every one of them to understand how our work could help theirs. That’s why we’re so concerned about paying fairly and creating a community of people that transform great cocoa into delicious chocolate for the world.

OUR PEOPLE

NASCIDO E CRIADO NO BRASIL

We are pleased to say: our cocoa is Brazilian! Full of happiness, “ginga”, samba, smiles, high energy, hard work and quality - yes, our cocoa has lots of quality. So much, that we don’t need to add any kind of artificial flavorings.

Its pure cacao, its pure Dengo. Dengo that comes from the forest, from the Cabruca.

O cacau Cabruca é um símbolo da Bahia, Brasil: preserva a natureza ao mesmo tempo que tem gosto de um mundo melhor. Confie em nós - ou experimente-o por si mesmo.

Mas, o que é Cabruca?

Our cocoa comes from Cabruca. But what does that mean you may be asking?

Em resumo, é uma forma de cultivo de cacaueiro no meio da floresta atlântica.

But there is far more to it than that: adding value to rural production, through management of agroforestry systems (cabrucas), diversifies the area of ​​operation and increases the sustainability of production.

Den.Go

An untranslatable word that traveled across the Atlantic Ocean from the African continent to Brazilian soil. In Portuguese, Dengo means affection, love and charm. A special something that certain individuals have that captivates and inspires others. It also describes a gift you bring to surprise a loved one.

DA FLORESTA AO CACAU

Na Cabruca, o cacau desenvolve-se num ambiente extremamente rico em nutrientes, sabores e aromas da Natureza.

Após ter sido colhido, refinado e processado adequadamente, o nosso chocolate reflecte a riqueza e personalidade brasileiras.

  • 1
    Colheita

    Nossos dengos nascem na Floresta. São colhidos na hora certa, preservando a alta qualidade do Cacau

  • 2
    Quebra

    Separamos a semente da casca do cacau. É neste momento que obtemos o doce do cacau.

  • 3
    Fermentação

    É nesta fase que o cacau desenvolve os seus sabores e expulsa os ácidos indesejáveis, assegurando que o Dengo tenha um sabor inesquecível.

  • 4
    Secagem

    A fase de secagem "seca" o cacau, mas de uma forma positiva, pois a perda de humidade assegura a textura perfeita dos nossos dengos.

1
Colheita

Nossos dengos nascem na Floresta. São colhidos na hora certa, preservando a alta qualidade do Cacau

2
Quebra

Separamos a semente da casca do cacau. É neste momento que obtemos o doce do cacau.

3
Fermentação

É nesta fase que o cacau desenvolve os seus sabores e expulsa os ácidos indesejáveis, assegurando que o Dengo tenha um sabor inesquecível.

4
Secagem

A fase de secagem "seca" o cacau, mas de uma forma positiva, pois a perda de humidade assegura a textura perfeita dos nossos dengos.

DO CACAU AO CHOCOLATE

  • 5
    Torra

    Na torrefacção, são definidos os sabores que começaram a desenvolver-se na fermentação.

  • 6
    Moagem

    Nesta fase, iremos obter o licor de cacau. O licor não é mais do que uma massa que dará origem à manteiga, ao pó, e ao chocolate.

  • 7
    Refino

    Aqui deixamos a massa de cacau muito fina, mais pequena que um grão de areia, isto garante que o nosso deleite derreta na boca da forma que tem de ser.

  • 8
    Conchagem

    Esta é a fase mais demorada do processo. Aqui adicionamos os ingredientes finais à receita e a massa bate até ficar cremosa o suficiente para que possa ser apreciada.

5
Torra

Na torrefacção, são definidos os sabores que começaram a desenvolver-se na fermentação.

6
Moagem

Nesta fase, iremos obter o licor de cacau. O licor não é mais do que uma massa que dará origem à manteiga, ao pó, e ao chocolate.

7
Refino

Aqui deixamos a massa de cacau muito fina, mais pequena que um grão de areia, isto garante que o nosso deleite derreta na boca da forma que tem de ser.

8
Conchagem

Esta é a fase mais demorada do processo. Aqui adicionamos os ingredientes finais à receita e a massa bate até ficar cremosa o suficiente para que possa ser apreciada.